TikTok e WeChat podem ser banidos dos EUA

The Epoch Times - Tradução César Tonheiro

13/07/2020



Uma pessoa segura um smartphone enquanto o logotipo da TikTok é exibido atrás nesta ilustração da foto tirada em 7 de novembro de 2019 (Dado Ruvic / Reuters)

Navarro: Espera que a administração Trump tome mais medidas em relação aos aplicativos TikTok e WeChat

13 de julho de 2020 por Isabel van Brugen

O consultor de comércio da Casa Branca e coordenador da Lei de Produção da Defesa (DPA), Peter Navarro , disse em 12 de julho que espera que o presidente Donald Trump tome uma "ação forte" contra os aplicativos de propriedade chinesa TikTok e WeChat.

Navarro disse à Fox News no domingo que espera que o presidente tome medidas contra os aplicativos de mídia social por se envolver em "guerra de informação" contra os Estados Unidos. Isso inclui o maior aplicativo de mensagens da China, o WeChat, de propriedade da gigante tecnológica Tencent, e o TikTok da ByteDance, que atraiu maior escrutínio devido a preocupações de vigilância e censura.

"TikTok e WeChat, suspeita-se que o presidente esteja apenas começando com esses dois", disse Navarro ao noticiário, observando a recente proibição da Índia de 59 aplicativos, principalmente de aplicativos móveis chineses, incluindo TikTok e WeChat.

Navarro não detalhou se o presidente estava considerando uma proibição americana dos aplicativos de propriedade chinesa, mas disse que o presidente não descartaria isso. "O TikTok e o WeChat são as maiores formas de censura no continente chinês e, portanto, espera-se ações fortes sobre isso", afirmou Navarro.

“O que o povo americano precisa entender são todos os dados que entram nesses aplicativos móveis com os quais as crianças se divertem tanto e parecem tão convenientes que vão direto para os servidores na China, para as forças armadas chinesas, para o Partido Comunista Chinês e para as agências que querem roubar nossa propriedade intelectual ”, disse ele à Fox News.

"Esses aplicativos podem ser usados para roubar informações pessoais e financeiras para chantagem e extorsão; eles podem ser usados para roubar propriedade intelectual comercial e segredos de propriedade".

O TikTok, que não está disponível na China, procurou se distanciar do ByteDance para atrair um público global e afirma ser independente do regime chinês. A empresa administra um aplicativo semelhante de compartilhamento de vídeo de formato curto chamado Douyin, na China continental.

Enquanto isso, o WeChat, que tem mais de um bilhão de usuários ativos mensais em todo o mundo, é conhecido por censurar seus usuários na China para garantir que o conteúdo se enquadre em tópicos considerados aceitáveis pelo Partido Comunista Chinês.

Os comentários de Navarro vieram depois que o secretário de Estado Mike Pompeo disse na semana passada que o governo Trump está considerando proibir aplicativos de mídia social chineses, incluindo o TikTok, que está entre as plataformas digitais que mais crescem na história.

"Não quero sair na frente do presidente, mas é algo que estamos vendo", afirmou Pompeo. Quando perguntado se os americanos deveriam baixar o aplicativo, ele disse à Fox News: "Somente se você quiser que suas informações privadas vão parar nas mãos do Partido Comunista Chinês".

Os legisladores dos EUA levantaram preocupações de segurança nacional sobre o manuseio de dados de usuários pelo TikTok, citando leis chinesas que exigem que as empresas domésticas "apoiem e cooperem com o trabalho de inteligência controlado pelo Partido Comunista Chinês".

Em março, dois senadores republicanos apresentaram um projeto de lei que proibia funcionários federais de usarem o TikTok em seus telefones emitidos pelo governo, em meio a crescentes preocupações de segurança nacional em torno da coleta e compartilhamento de dados de usuários dos EUA com o regime comunista chinês.

A Amazon solicitou que os funcionários removessem o aplicativo de compartilhamento de vídeo de seus telefones até 10 de julho devido a "riscos à segurança", enquanto a Marinha dos Estados Unidos proibiu o TikTok de dispositivos móveis emitidos pelo governo no ano passado, dizendo que o aplicativo de vídeo curto representava uma "ameaça à segurança cibernética".

A Reuters contribuiu para este relatório. https://www.theepochtimes.com/navarro-expect-trump-administration-to-take-more-action-on-tiktok-wechat_3422360.html

16 views

© Todos os Direitos Reservados - heitordepaola.online

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube