'Produzir no Brasil custa R$ 1,5 tri a mais que em países da OCDE'

- DIÁRIO DO COMÉRCIO - 18 AGO, 2021 - Karina Lignelli -

Novo presidente do Ciesp, o empresário Rafael Cervone avalia o cenário para a indústria durante e pós-pandemia, e aponta ações para impulsionar o desenvolvimento do setor em São Paulo

Capacitar e qualificar novos quadros e empreendedores para a indústria 4.0, além de trabalhar pela mudança de vocação do setor em cada região, dentro da nova realidade que se instalou a partir da pandemia.


Essas são algumas das prioridades do empresário Rafael Cervone à frente do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), cargo para o qual foi eleito em julho último.


Engenheiro têxtil formado pela FEI, Cervone enxerga a indústria como um dos grandes pilares para a retomada econômica pós-crise da covid. Mesmo com os desafios do atual cenário, que vão desde falta de componentes à ameaça de crise hídrica, o empresário de Santa Bárbara do Oeste afirma que o aumento da demanda tem melhorado os indicadores de confiança do setor, trazendo expectativas de terminar 2021 com crescimento.


LEIA MAIS:

https://dcomercio.com.br/categoria/economia/produzir-no-brasil-custa-r-1-5-tri-a-mais-que-em-paises-da-ocde


Para acessar o Conteúdo acima, acesse a Home Page aqui. https://www.heitordepaola.online/


14 views0 comments