PPP ajuda indevidamente empresas chinesas

THE EPOCH TIMES - 3 Ago, 2020 - Tradução César Tonheiro



Milhões de empréstimos em PPP foram para empresas de propriedade chinesa, segundo relatório

3 de agosto de 2020 por Cathy He


Centenas de milhões de dólares dos contribuintes americanos do Paycheck Protection Program ( PPP ), projetado para ajudar pequenas empresas a sobreviver durante a pandemia foram para empresas chinesas, segundo um novo relatório.


Uma análise dos dados públicos de empréstimos de PPP pela empresa de consultoria Horizon Advisory constatou que US $ 192 milhões a US $ 419 milhões em empréstimos foram concedidos a mais de 125 empresas de propriedade ou de investidores chineses que operam nos Estados Unidos. Muitos dos empréstimos eram substanciais, com pelo menos 32 empresas de propriedade chinesa recebendo mais de US $ 1 milhão sob o programa, totalizando entre US $ 85 milhões e US $ 180 milhões.


Os beneficiários variavam de empresas estatais chinesas, empresas que apoiavam o programa de desenvolvimento militar de Pequim, empresas identificadas pelos Estados Unidos como ameaças à segurança nacional e meios de comunicação controlados pelo Partido Comunista Chinês (PCC), informou o relatório. Muitos eram baseados em setores críticos como aeroespacial, farmacêutica e fabricação de semicondutores, acrescentou. Esses são os setores que o PCCh escolheu para um desenvolvimento agressivo para alcançar o domínio global, com o objetivo de suplantar os concorrentes nos Estados Unidos e em outros países.


O relatório concluiu que "sem as devidas medidas políticas e o monitoramento dos dólares dos impostos dos EUA destinados a alívio, recuperação e crescimento da economia dos EUA, há um risco significativo de que os fundos apoiem rivais estratégicos estrangeiros, a saber, a China".


Muitas dessas empresas ligadas à China poderiam ter usado outras fontes de capitais nos mercados público ou privado para apoiar suas operações nos Estados Unidos, segundo o relatório.


"Sua participação no PPP salvou empregos nos EUA, mas provavelmente à custa de outras pequenas empresas dos EUA", acrescentou.


As descobertas da Horizon Advisory ocorrem em meio ao crescente escrutínio de empresas chinesas, principalmente de tecnologia, nos Estados Unidos. O presidente Donald Trump disse em 3 de agosto que proibiria o aplicativo de vídeo TikTok, de propriedade chinesa, em 15 de setembro, caso não fosse vendido para a Microsoft ou outra empresa americana. Seu governo também está considerando barrar outros aplicativos de mídia social chineses, citando riscos à segurança nacional. As autoridades americanas deram o alarme de que esses aplicativos poderiam ser usados para espionar os americanos, já que as leis chinesas obrigam todas as empresas a cooperar com as agências de segurança quando solicitadas.


Enquanto isso, o governo Trump também está analisando se as empresas chinesas listadas nas bolsas americanas estão obrigadas a cumprir as leis de auditoria dos EUA. O regime chinês nega aos reguladores dos EUA acesso a livros de auditoria de empresas chinesas, citando as informações como segredos de estado.


Cerca de US $ 517 bilhões em empréstimos PPP foram emitidos desde março, quando a medida foi introduzida para ajudar empresas com 500 ou menos trabalhadores a pagar seus funcionários e contas durante a crise econômica como resultado da pandemia do COVID-19. O programa foi criticado após relatos de que grandes empresas que poderiam ter acesso a outras formas de crédito receberam empréstimos, levando o Departamento do Tesouro a avisar que empresas maiores podem sofrer penalidades se não puderem mostrar que o empréstimo é essencial.


O relatório dizia que empréstimos foram para afiliadas de três empresas chinesas que figuravam em uma lista do Pentágono de 20 empresas pertencentes ou controladas pelas forças armadas chinesas. Ele descobriu que seis destinatários eram afiliados às empresas estatais que fornecem armas ao Exército Popular de Libertação da China (PLA), incluindo a Aviation Industry Corp da China (AVIC), a China Aerospace Science and Industry (CASIC) e a China North Industries Group Corporation (Norinco Group).


Também foram identificadas empresas de biotecnologia ligadas à China, incluindo a Dendreon Pharmaceuticals, da Califórnia, que recebeu entre US $ 5 milhões a US $ 10 milhões em empréstimos do PPP. A Dendreon é de propriedade da Nanjing Xinbai, uma empresa chinesa de capital aberto, controlada por um conglomerado de tecnologia com laços estreitos com o PCC.


A empresa de robótica e inteligência artificial da Califórnia, CloudMinds Technology Inc., recebeu entre US $ 1 milhão e US $ 2 milhões em empréstimos. É uma subsidiária da CloudMinds, com sede em Pequim, que foi adicionada à lista negra de négócios do Departamento de Comércio por causa de seus laços com os militares chineses  em maio.

Os empréstimos também foram para uma subsidiária americana da Phoenix TV, sediada em Hong Kong, um meio de comunicação pró-Pequim. Embora seja uma empresa privada, um relatório de 2019 da Hoover Institution da Stanford University disse que a Phoenix TV é "totalmente controlada pelo governo chinês".


O Congresso e o governo Trump estão atualmente negociando um segundo pacote de estímulo que provavelmente incluirá mais recursos para o PPP. Um republicano do Senado propôs recentemente que o projeto de estímulo desqualifique as entidades afiliadas à China do programa de empréstimos, embora ainda não se saiba se isso será incluído no pacote final.


O Departamento do Tesouro não respondeu a um pedido de comentário.


ARTIGO ORIGINAL:

https://www.theepochtimes.com/millions-worth-of-ppp-loans-went-to-chinese-owned-companies-report-finds_3448076.html

© Todos os Direitos Reservados - heitordepaola.online

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube