Phase 1 trade deal

13/01/2020


- REUTERS -

Tradução César Tonheiro



Mister ter em conta que as importações maciças de produtos agrícolas dos EUA impactará no agronegócio brasileiro!

Acordo comercial da Fase 1 para de sangrar e não encerra disputa EUA-China: Câmara dos EUA

13 de janeiro de 2020


PEQUIM (Reuters) - O acordo comercial da Fase 1 a ser assinado esta semana pela China e pelos Estados Unidos "interrompe o sangramento", mas não termina a guerra comercial, disse uma autoridade da Câmara de Comércio dos EUA nesta segunda-feira, alertando que desafios significativos permanecem.


Myron Brilliant, vice-presidente executivo da câmara, disse em entrevistas à imprensa na capital chinesa que "há claramente um suspiro de alívio de ambos os lados" com o acordo, que deve ser assinado quarta-feira em Washington, e que a profundidade da fase 1 foi mais positivo do que se pensava inicialmente.


"A implementação da Fase 1 será importante para criar confiança e garantir o sucesso da negociação", disse Brilliant, que afirmou ter sido informado sobre o texto do acordo, mas não o viu.


Mas enquanto o acordo da Fase 1 "interrompe o sangramento", ele disse. “Ao mesmo tempo, é importante que os dois lados demonstrem um compromisso de avançar nas negociações da Fase 2”.


Brilliant disse que "ainda existem desafios significativos", uma vez que as questões estruturais centrais no centro da disputa bilateral permanecem praticamente sem solução. Ainda havia muito trabalho inacabado a ser feito sobre as tarifas ainda em vigor.


O acordo, inicialmente alcançado em 13 de dezembro, foi anunciado por investidores e executivos de negócios como uma maneira de diminuir a disputa comercial bilateral de 18 meses que abalou os mercados globais e alimentou preocupações com uma recessão global.


Mas os Estados Unidos deixaram em vigor tarifas de US $ 370 bilhões em importações chinesas e as negociações para um acordo na Fase 2 provavelmente abordarão questões mais difíceis, incluindo subsídios chineses para empresas estatais e políticas industriais que parecem estar criando um campo de jogo desigual.


Alguns céticos também questionam se o acordo da Fase 1 pode ser cumprido, em parte devido ao aumento maciço das importações agrícolas dos EUA que a China teria que fazer como parte dos termos que Washington diz que fazem parte do acordo.



Reportagem de Gabriel Crossley Redação de Se Young Lee; Edição por Mark Heinrich

https://www.reuters.com/article/us-usa-trade-china-amcham/phase-1-trade-deal-stops-bleeding-doesnt-end-u-s-china-dispute-u-s-chamber-idUSKBN1ZC10S

© Todos os Direitos Reservados - heitordepaola.online

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube