Incorporadora chinesa desesperada está aceitando 'trigo e alho' como entrada na venda de casa

- REUTERS - Clara Jim - TRADUÇÃO CÉSAR TONHEIRO - 21 JUN, 2022 -


HONG KONG, (Reuters) - Uma incorporadora desesperada no mercado imobiliário da China está em processo de mitigação e está apresentando uma nova promoção para atrair compradores, recentemente aceitando trigo e alho como entrada.



Um anúncio da Central China Real Estate, com sede em Henan (0832.HK), que diz "troque trigo por casa" em que os compradores podem usar a colheita, ao preço de 2 yuans por catty, uma unidade chinesa de massa equivalente a aproximadamente 500 gramas, para compensar até 160.000 yuans (US$ 23.900,22) de entrada em um de seus empreendimentos.


Um agente de vendas da Central China Real Estate que atendeu o número de telefone no anúncio disse que a promoção, voltada principalmente para os agricultores da região, começou na segunda-feira e terminará em 10 de julho. O empreendimento na província central de Henan oferece casas em torno de 600.000 a 900.000 yuans, disse o agente que se recusou a dar seu nome.


A Central China Real Estate não respondeu a um pedido de comentário da Reuters.


No final do mês passado, outro anúncio da Central China dizia que os compradores de casas em outro empreendimento poderiam fazer pagamentos em alho a 5 yuans por catty.


A promoção do alho atraiu 852 visitas e 30 transações envolvendo 860.000 catties de alho durante os 16 dias em que esteve disponível, disse o anúncio.


O preço de mercado de atacado para alho e trigo é de 1,5 yuan por 500 gramas.


Os promotores imobiliários estão se esforçando para aumentar as vendas após uma queda nas transações de janeiro a maio, com as rígidas restrições à COVID-19 da China combinadas com preocupações com uma correção mais profunda de propriedades nublando a meta de Pequim de 5,5% de crescimento econômico para 2022.


As promoções mais comuns das incorporadoras incluem estacionamentos gratuitos ou reformas após a compra.


Cidades em toda a China introduziram centenas de medidas de flexibilização de propriedades este ano para reviver um setor que responde por 1/4 da produção geral da segunda maior economia do mundo.


Tais medidas incluem adiantamentos menores, subsídios e melhores condições para famílias com mais de um filho.


Agentes imobiliários disseram que o sentimento do comprador está começando a melhorar, mas é muito cedo para chamar de um ponto de virada por causa das muitas incertezas econômicas que a China enfrenta.


"Alguns empreendimentos estão vendendo muito bem. Esses são os que oferecem reduções de preços ou promoções", disse Andy Lee, diretor executivo da corretora Centaline China.


($ 1 = 6,6945 yuan chinês renminbi)


Reportagem de Clare Jim; Edição por Marius Zaharia e Christian Schmollinger


PUBLICAÇÃO ORIGINAL >

https://www.reuters.com/business/desperate-chinese-property-developer-willing-swap-wheat-house-2022-06-21/



6 views0 comments