FMI alerta sobre a crise da Evergrande

- THE EPOCH TIMES - Rita Li - Tradução César Tonheiro - 13 OUT, 2021 -

'Pode surgir um estresse financeiro mais amplo:' Alerta do FMI sobre a crise da Evergrande


As incertezas que pairam sobre a incorporadora imobiliária chinesa Evergrande podem afetar a economia global, de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Ocorre que a gigante imobiliária carregada de dívidas, pela terceira vez em três semanas deixou de pagar os juros dos títulos.


“Embora as autoridades tenham as ferramentas para intervir caso a situação piore, há o risco de que surja um estresse financeiro mais amplo, com implicações tanto para a economia chinesa e o setor financeiro, quanto para os mercados de capitais globais ao extremo”, afirmou o FMI em seu Relatório de Estabilidade Financeira Global (pdf) publicado este mês.

Os pesquisadores disseram que as tensões podem se espalhar amplamente para o mercado imobiliário doméstico, instituições financeiras como bancos e sociedades fiduciárias, mercados offshore e investidores globais.


“Existem trade-offs desafiadores em termos da extensão do apoio às entidades e setores financeiros afetados e o momento da intervenção”, de acordo com o relatório.

Desde que a dívida de US $ 300 bilhões da Evergrande empurrou o incorporador à beira do colapso, com centenas de projetos inacabados em todo o país, as autoridades chinesas têm se preocupado com os efeitos colaterais sobre o futuro do mercado.


Uma empresa estatal interveio para comprar a participação da Evergrande no Shengjing Bank por US $ 1,5 bilhão. A Reuters disse que Pequim estimulou empresas estatais e incorporadores imobiliários apoiados pelo Estado a comprar alguns dos ativos da Evergrande, citando fontes não identificadas.


“[O regime chinês] primeiro irá separar os ativos da Evergrande, aqueles com bom fluxo de caixa ou bons valores, para uma empresa estatal”, disse o colunista de economia e finanças de Hong Kong, Liao Shiming, ao Epoch Times.


A empresa imobiliária Hopson Development, listada em Hong Kong, planejava comprar cerca de 51% da unidade de serviços imobiliários da Evergrande, informou a mídia chinesa.

Canteiro de obras de um complexo habitacional Evergrande em Pequim, em 13 de setembro de 2021. (Greg Baker / AFP)

No entanto, os problemas já se espalharam muito além da Evergrande, à medida que mais empresas imobiliárias de alto perfil se juntaram às fileiras, possivelmente enfrentando sérios problemas.


Na semana passada, o rival de médio porte Fantasia deixou de pagar US $ 206 milhões em títulos que haviam vencido.


Mais recentemente, a incorporadora Modern Land, sediada em Pequim, com US $ 1,35 bilhão em títulos em circulação, está buscando uma prorrogação para evitar um possível default. A construtora Sinic Holdings, sediada em Xangai, disse em um anúncio (pdf) em 11 de outubro que não seria capaz de pagar um título de US $ 250 milhões com vencimento em 18 de outubro.


O antes florescente setor imobiliário da China agora vê um mercado imobiliário esfriando à medida que as vendas de casas caem, apesar da afirmação de Pequim de ter mantido "o desenvolvimento estável e saudável" de seu mercado imobiliário.


“Uma desaceleração no crescimento econômico e um aperto nas condições financeiras na China podem trazer repercussões para o resto do mundo”, disse o FMI.

PUBLICAÇÃO ORIGINAL: https://www.theepochtimes.com/broader-financial-stress-may-emerge-imf-warning-about-evergrande-crisis_4046563.html


Acesse a minha HOME PAGE, para assistir meus vídeos e ler meus livros: https://www.heitordepaola.online/


6 views0 comments