Ex-vice-presidente da Fox critica o metaverso da China: PCC 'não é nosso amigo'

THE EPOCH TIMES - Andrew Thornebrooke e Tiffany Meier - TRADUÇÃO CÉSAR TONHEIRO - 29 SET, 2022 -

Um engenheiro de software do Laboratório de Museologia Experimental da EPFL (eM+) explora com um capacete de realidade virtual o mapa 3D mais detalhado do universo com o software de realidade virtual VIRUP, Virtual Reality Universe Project desenvolvido pelo Swiss Federal Institute of Technology, em St-Sulpice perto de Lausanne, Suíça, em 12 de outubro de 2021. (Laurent Gillieron/Keystone via AP)

Um ex-executivo da Fox News condenou os esforços do Partido Comunista Chinês (PCC) por roubar tecnologias dos EUA e alertou que o regime busca usar o metaverso para promover seu controle autoritário da sociedade.


O ex-vice-presidente executivo da Fox News, John Moody, disse que os Estados Unidos e o PCC estão em uma amarga corrida pelo domínio no campo da inteligência artificial (IA) durante uma entrevista com o programa “China in Focus” no NTD, uma congênere do The Epoch Times. Ele também disse que os Estados Unidos estão perdendo essa corrida.



"É uma corrida entre a China e os Estados Unidos, mas a China está correndo a toda velocidade, e os Estados Unidos estão mancando como se estivessem com a perna dolorida", disse ele. “A China está muito à frente dos Estados Unidos em pesquisa de IA e nas aplicações de inteligência artificial.”


Moody escreveu recentemente o romance “The World We Wish”, que oferece um relato fictício do sistema comunista chinês de suas décadas de experiência no mundo real como jornalista. O livro se concentra em sua preocupação com os esforços emergentes de grandes empresas de tecnologia para criar metaversos em que os usuários possam levar cada vez mais vidas virtuais.


Ele disse que o metaverso pode se tornar um novo campo de batalha por dados pessoais e liberdade, intrinsecamente ligado à maior luta sino-americana por tecnologias de próxima geração.


“O metaverso não existiria sem inteligência artificial”, disse Moody. “O metaverso é, até agora... principalmente sobre jogos que você pode jogar... mas está apenas tocando o começo do potencial para o metaverso.


“O que a China está fazendo é aplicar sua pesquisa de IA para criar um metaverso mais realista e atraente, e acredito que seu objetivo é se tornar o único fornecedor de metaversos alimentados por IA.”


Metaverso chinês


Os gigantes chineses da tecnologia cogitaram a possibilidade de criar um metaverso chinês de US$ 8 trilhões, que tem sido chamado de “metaverso com características chinesas” – uma brincadeira com a versão do comunismo do PCC, ao qual se refere como “socialismo com características chinesas”.


Moody questionou as intenções da liderança do PCC em perseguir tal objetivo e advertiu contra como o regime pode usar o controle sobre tal plataforma para examinar e controlar a vida das pessoas.


“Não acho que a China tenha as melhores intenções”, disse ele. “Quando se trata de fornecer coisas e serviços para o resto do mundo, acho que eles querem controlar essas coisas.”


Moody também disse que os dados envolvidos no metaverso seriam de vital importância na era da guerra informacional.


“Não podemos mais travar guerras simplesmente com guerreiros”, disse ele. “Temos que ter informação. Temos que ter a capacidade de manobrar e superar um adversário.


“No mundo do ciberespaço e das guerras cibernéticas, a informação é, de fato, a melhor arma para garantir que você seja vitorioso e seu inimigo seja derrotado.”


Os comentários da Moody's seguiram o vazamento de parte de um relatório interno do Pentágono que descobriu que a China “é o beneficiário final do DoD [Departamento de Defesa] e outros investimentos em pesquisa [do governo dos EUA]” devido à campanha do regime para roubar sistematicamente tecnologia dos Estados Unidos.


Ele pediu aos espectadores que lembrem que, independentemente do aparente benefício econômico de manter os laços, o PCC é fundamentalmente um adversário dos Estados Unidos e procura deslocá-lo como a principal superpotência do mundo.


“Digo isso e espero não parecer muito um dinossauro da Guerra Fria, mas temos que entender que a China… não é nossa amiga”, disse Moody. “Ela quer nos dominar, quer destruir a América e quer estar em posição de dar todas as ordens para o resto do mundo.”


Andrew Thornebrooke é repórter do Epoch Times cobrindo questões relacionadas à China com foco em defesa, assuntos militares e segurança nacional. Ele tem mestrado em história militar pela Universidade de Norwich.

Tiffany Méier é uma repórter de Nova York e apresentadora do programa "China em Foco" da NTD.


ORIGINAL >

https://www.theepochtimes.com/former-fox-vp-blasts-china-metaverse-ccp-is-not-our-friend_4761973.html


 

VÍDEO: AS ELEIÇÕES DO FIM DO MUNDO - EVENTO DE LANÇAMENTO | NTD Brasil

https://www.youtube.com/watch?v=S6OesE5kqFw


10 views0 comments