EUA ultrapassam a China e se tornam o maior parceiro comercial da Índia

- THE EPOCH TIMES - Naveen Athrappully - TRADUÇÃO CÉSAR TONHEIRO - 30 MAI, 2022 -

(Da esquerda para a direita) O primeiro-ministro australiano Anthony Albanese, o presidente dos EUA Joe Biden, o primeiro-ministro japonês Fumio Kishida e o primeiro-ministro indiano Narendra Modi posam para fotos no hall de entrada do Gabinete do Primeiro-Ministro do Japão em Tóquio em 24 de maio de 2022. (Zhang Xiaoyu/Reuters)

Os Estados Unidos se tornaram o principal parceiro comercial da Índia, expulsando a China do local e consolidando ainda mais os laços comerciais dos EUA com a superpotência do sul da Ásia.


O comércio bilateral entre Washington e Nova Délhi aumentou de US$ 80,5 bilhões em comércio em 2020-21 para US$ 119,4 bilhões em 2021-22, segundo o Ministério do Comércio da Índia. Isso é um aumento de mais de 48%.


Clique aqui e conheça quem está por trás de tudo que acontece de ruim no Ocidente

>>> https://www.heitordepaola.online/rumoaogovernomundial


As exportações dos EUA para a Índia aumentaram de US$ 29 bilhões para US$ 43,31 bilhões durante esse período, enquanto as importações da Índia pelos Estados Unidos aumentaram de US$ 51,6 bilhões para US$ 76,1 bilhões. O comércio bilateral da Índia com a China aumentou de US$ 86,4 bilhões para US$ 115,4 bilhões, mas permaneceu menor do que seu comércio com os Estados Unidos.


A China foi o principal parceiro comercial da Índia nos anos fiscais de 2013–14 a 2017–18 e novamente em 2020–21. Depois dos Estados Unidos e da China, os Emirados Árabes Unidos foram o terceiro maior parceiro comercial da Índia em 2020-21, com US$ 72,9 bilhões em comércio, seguidos pela Arábia Saudita com US$ 42,9 bilhões, Iraque com US$ 34,3 bilhões e Cingapura com US$ 30 bilhões.

De acordo com especialistas, o comércio bilateral entre os Estados Unidos e a Índia deve aumentar ainda mais à medida que as nações buscam fortalecer os laços.


Como a Índia abriga 1,4 bilhão de pessoas com a economia que mais cresce e o terceiro maior mercado consumidor do mundo, oferece enormes oportunidades de negócios para empresas americanas e indianas, Rakesh Mohan Joshi, diretor do Instituto Indiano de Gerenciamento de Plantações (IIPM) em Bangalore, disse em entrevista ao Business Standard.


As principais exportações da Índia para os Estados Unidos incluem petróleo, diamantes lapidados, produtos farmacêuticos, joias, camarão congelado e outros, disse Joshi, enquanto as exportações dos Estados Unidos para a Índia incluem petróleo, diamantes brutos, gás natural liquefeito, ouro, carvão, e amêndoas, entre outros.


O primeiro-ministro indiano Narendra Modi chamou o relacionamento de seu país com os Estados Unidos de “parceria de confiança” durante seu encontro com o presidente Joe Biden em Tóquio em 24 de maio.


Clique aqui e conheça quem está por trás de tudo que acontece de ruim no Ocidente

>>> https://www.heitordepaola.online/rumoaogovernomundial


“Estou confiante de que a amizade da Índia e da América continuará a ser uma força para o bem da paz e estabilidade globais, para a sustentabilidade do planeta e para o bem-estar da humanidade”, disse Modi, segundo a Press Trust of Índia.

Para fortalecer ainda mais os laços com a Índia e as nações do Indo-Pacífico, o governo Biden iniciou o Quadro Econômico Indo-Pacífico para a Prosperidade (IPEF) em 23 de maio.


Além da Índia, outras nações do programa incluem Japão, Austrália, Brunei, Indonésia, Coréia do Sul, Malásia, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã. Juntos, os países do programa representam 40% do produto interno bruto global.


A Casa Branca diz que o IPEF permitirá que os Estados Unidos decidam regras para garantir que pequenas empresas, trabalhadores e pesquisadores dos EUA possam competir na região do Indo-Pacífico.


O comércio com a região do Indo-Pacífico sustenta 3 milhões de empregos nos EUA e traz US$ 900 bilhões em investimentos estrangeiros para o país, disse a Casa Branca. O investimento estrangeiro direto (IED) dos EUA na região foi de US$ 969 bilhões em 2020.


Naveen Athrappully é um repórter que cobre eventos de negócios e mundiais no Epoch Times.


PULICAÇÃO ORIGINAL >

https://www.theepochtimes.com/us-beats-china-to-become-indias-largest-trading-partner_4500529.html


Clique aqui e conheça quem está por trás de tudo que acontece de ruim no Ocidente

>>> https://www.heitordepaola.online/rumoaogovernomundial


13 views0 comments

Related Posts

See All