Espiões chineses tentam entrar no Reino Unido com vistos BN (O) de Hong Kong

- THE EPOCH TIMES - 9 AGO, 2021 - Alexander Zhang - Tradução César Tonheiro -

O governo do Reino Unido lançou um processo totalmente digital para requerentes de visto BN (O) de Hong Kong, permitindo que aqueles com determinados passaportes biométricos se candidatem a partir de um aplicativo de smartphone, em 23 de fevereiro de 2021. (Anthony Kwan / Getty Images)

O regime chinês está tentando enviar espiões ao Reino Unido abusando de um plano de visto especial criado para ajudar os habitantes de Hong Kong a fugir da supressão cada vez mais severa das liberdades na ex-colônia britânica, noticiou um jornal britânico em 9 de agosto.


O governo do Reino Unido está atento aos "agentes adormecidos" que trabalham para o regime chinês e que se candidatam a vistos do Reino Unido sob um novo plano projetado para oferecer aos titulares o British National (Overseas), ou BN (O), status Hong Kong caminho para a cidadania, o Times of London citando fontes do governo do Reino Unido, disse:


“Existem rigorosas verificações de antecedentes para os pedidos de visto — e elas estão em vigor por uma [forte] razão”, disseram as fontes do governo. “O processo de verificação do esquema de visto BN (O) é muito mais completo do que qualquer outro.”


Benedict Rogers, presidente-executivo da organização não governamental Hong Kong Watch e cofundador da Comissão de Direitos Humanos do Partido Conservador do Reino Unido, disse que a divulgação foi "totalmente ultrajante".


“O Reino Unido deve apertar os procedimentos para examinar e filtrar esses espiões”, escreveu ele no Twitter.


Um porta-voz do Home Office enviou uma declaração por e-mail ao Epoch Times em reação ao relatório.


“A rota do visto BN (O) reflete o compromisso histórico e moral do Reino Unido com as pessoas de Hong Kong que escolheram manter seus laços com o Reino Unido ao assumir o status de BN (O). É uma oferta generosa e sem precedentes que reflete nossa profunda conexão com Hong Kong”, disse o porta-voz.


“Existem salvaguardas em vigor durante todo o processo de candidatura para garantir que está livre de abusos e ajuda aos mais necessitados.”


O Epoch Times também pediu ao órgão correlato para confirmar ou negar as alegações citadas no relatório do The Times de Londres, mas não recebeu uma resposta até o momento.

O novo plano de visto para portadores do status BN (O) foi anunciado pelo primeiro-ministro Boris Johnson em julho de 2020, depois que Pequim impôs uma lei de segurança nacional draconiana para Hong Kong, que criminaliza indivíduos por quaisquer atos de subversão, secessão e conluio com forças estrangeiras contra o Partido Comunista Chinês, com pena máxima de prisão perpétua.


O plano, que foi lançado em janeiro, permite aos detentores do status BN (O) viver, estudar e trabalhar no Reino Unido por cinco anos e, eventualmente, solicitar a cidadania.


De acordo com estatísticas do governo, houve 34.300 pedidos de visto nos primeiros três meses de 2021. Entre esses pedidos de visto, 20.000 eram requerentes principais e 14.300 eram dependentes.


Chris Patten, o último governador britânico de Hong Kong, disse ao The Times de Londres que acreditava que o plano de visto BN (O) era “a resposta certa” à imposição da lei de segurança nacional.


Mas ele disse que o Reino Unido deveria “cair na real” sobre o risco de o regime chinês abusar do plano para plantar espiões na Grã-Bretanha, já que é “um estado totalitário que usa informantes”.


PUBLICAÇÃO ORIGINAL:

https://www.theepochtimes.com/chinese-spies-trying-to-enter-uk-on-hong-kong-bno-visas-report_3939805.html


Para acessar o Conteúdo acima, acesse a Home Page aqui. https://www.heitordepaola.online/


2 views0 comments