Escassez generalizada de fórmulas para bebês

- THE EPOCH TIMES - Jack Phillips - TRADUÇÃO CÉSAR TONHEIRO - 12 MAI, 2022 -

Esta prateleira vazia em uma loja Walgreens em Superior, Wisconsin, é uma visão que compromete muitos pais em todo o país, à medida que a escassez nacional de fórmulas infantis continua. (Cortesia de Jéssica Johnson)

Fabricante de fórmulas para bebês diz que pode levar semanas para obter o produto nas lojas em meio à escassez generalizada


Um importante fabricante de fórmulas para bebês disse que pode levar pelo menos dois meses para que seu produto volte às lojas em meio a uma escassez histórica de fórmulas que desencadeou pânico em todo o país.



Vários meses atrás, a Abbott Laboratories foi forçada a fechar sua fábrica em Sturgis, Michigan, depois que a Food and Drug Administration (FDA) disse que suas instalações eram insalubres. Isso foi desencadeado por uma investigação da FDA sobre a morte de dois bebês supostamente causados por certos produtos de fórmula infantil que foram contaminados por bactérias.


Em um novo comunicado na quarta-feira, a Abbott, que é a principal produtora de fórmulas para bebês, disse que poderia iniciar seu site Sturgis “dentro de duas semanas”, mas enfatizou que, quando a instalação estiver novamente on-line, levará cerca de seis a oito semanas antes que mais de seus produtos cheguem às prateleiras dos supermercados nos Estados Unidos.


“Entendemos que a situação é urgente – colocar o Sturgis em funcionamento ajudará a aliviar essa escassez”, disse a empresa em comunicado na quarta-feira.


A fábrica foi fechada desde fevereiro, quando a Abbott emitiu um recall voluntário após reclamações sobre bebês adoecerem, incluindo as duas mortes acima mencionadas.


“Sujeito à aprovação da [FDA], podemos reiniciar o site dentro de duas semanas”, acrescentou o comunicado da Abbott. “Começamos a produção de EleCare, Alimentum e fórmulas metabólicas primeiro e depois começamos a produção de Similac e outras fórmulas. A partir do momento em que reiniciarmos o site, levará de seis a oito semanas até que o produto esteja disponível nas prateleiras.”


A Abbott, por sua vez, enfatizou em sua declaração que a bactéria – Cronobacter sakazakii – foi encontrada em locais de testes ambientais e não estava ligada a nenhuma doença conhecida. Quando o FDA testou amostras da fórmula Abbott nos estados onde os quatro bebês doentes viviam, todos os recipientes fechados deram negativo para o cronobacter. Três recipientes abertos que foram encontrados nas casas dessas crianças também deram negativo, disse Abbott.


“Os bebês consumiram quatro tipos diferentes de nossa fórmula feita ao longo de quase um ano e as doenças ocorreram ao longo de vários meses em três estados diferentes”, disse a empresa.


O comunicado disse que a Abbott está trabalhando para melhorar seus protocolos e sistemas na fábrica de Sturgis, incluindo o treinamento e a segurança dos funcionários, bem como os procedimentos de limpeza e manutenção. Também fará atualizações na planta instalando pisos não porosos, de fácil limpeza e sanitários.


A empresa de pesquisa Datasembly disse que 43% do fornecimento de fórmulas infantis está atualmente esgotado nos Estados Unidos. Ao mesmo tempo, nos últimos dias, pais de bebês expressaram repetidamente preocupações nas mídias sociais sobre a aparente escassez de fórmulas infantis e pediram às autoridades federais que tomem medidas imediatas.


O Epoch Times entrou em contato com a FDA para comentar.


Jack Phillips é um repórter de notícias de última hora do Epoch Times baseado em Nova York.

PUBLICAÇÃO ORIGINAL >

https://www.theepochtimes.com/baby-formula-maker-says-it-could-take-weeks-to-get-product-in-stores-amid-widespread-shortage_4462514.html

9 views0 comments