DA PALAVRA À AÇÃO

17/01/2020


- Osmar José de Barros Ribeiro -



Henrique Hélion de Córdova, nascido em São Joaquim/SC, no ano de 1938. Hoje voltado para sua fazenda, foi deputado estadual, deputado federal, vice-governador e governador de Santa Catarina.

A crer no publicado pela imprensa, em algumas mensagens do whatsapp ou no noticiário de certas redes de televisão, o Brasil navega em mares tempestuosos e o comandante, atônito e despreparado para a missão, não sabe o que e como fazer para levar navio, tripulação e passageiros, a porto seguro.


Assistimos, por razões suspeitadas pelo povo, mas jamais esclarecidas pelos interessados, a um verdadeiro massacre do governo promovido pelo “Centrão”, pelos esquerdistas de diferentes matizes e, com não menor empenho, por empresários, banqueiros e outros. Resumindo: a todos aqueles que enriqueciam às custas do Estado, interessa o retorno ao descontrole ético, moral e financeiro que imperava no passado.


É uma reação, embora tardia e inútil, assim o queira Deus, à acachapante vitória de um candidato que jornais, comentaristas de televisão, institutos de pesquisa e os demais concorrentes afirmavam que jamais chegaria ao segundo turno e, se o conseguisse, seria derrotado com toda certeza. Hoje, cumprido o primeiro ano do mandato, derrotados aqueles que há trinta anos revezavam-se no poder, muito foi feito porém muito resta a fazer.


Assim, é justo dar a palavra a alguém com experiência política e idade suficiente para não buscar a glória vã dos aplausos. Trata-se de Henrique Hélion de Córdova, nascido em São Joaquim/SC, no ano de 1938. Hoje voltado para sua fazenda, foi deputado estadual, deputado federal, vice-governador e governador de Santa Catarina.


Nos últimos meses, Henrique de Córdova vem se manifestando sobre assuntos políticos em seu Facebook e, recentemente, com o título A Palavra e a Ação fez comentários sobre o governo do atual Presidente. A seguir, um extrato do artigo em questão.


Jair Bolsonaro é um político original: sabe como falar com o povo, como chamar a atenção de, e ocupar, uma mídia pobre e tendenciosa; sabe, muito mais do que muitos querem entender ou não entendem, sobre a realidade política, econômica e social brasileira e como muda-la. Montou um Ministério capaz de realizar o seu programa de governo, deu-lhe meios e liberdade de ação; extinguiu o relacionamento promíscuo entre os poderes do Estado, em benefício de todos os três; segue fazendo o que sabe e permitindo que os que escolheu para governar, governem.


... O resultado tem sido expressivo e animador. A inflação está controlada em patamar aceitável e abaixo da meta estabelecida pelo Banco Central, a taxa de juros ganhando contornos civilizados, a economia assentando-se em bases para desenvolver-se solidamente, o emprego começando a surgir, o déficit orçamentário a diminuir, os investimentos e as reformas necessárias a acontecerem e o círculo virtuoso do progresso começando a desenhar-se. Como é auspicioso vermos o capital especulativo e espoliativo externo evadir-se apressadamente do País. ... Estancou-se, assim, uma sangria no organismo debilitado e anêmico da economia nacional resultante da permanência de divisas especulativas no mundo financeiro do País. ... Tudo como consequência do eficiente trabalho da equipe montada e conduzida por Paulo Guedes.


A criminalidade está, felizmente, em franco declínio e a segurança pública aumentando a eficiência, graças à política e ao trabalho do recatado Ministro Sérgio Moro, que, inteligente, assimila, imperturbável, o jogo bruto natural de seu Chefe. É o interesse comum prevalecendo sobre veleidades pessoais. ... Enquanto isso, a mídia brasileira, salvo poucas exceções, à míngua de recursos públicos, prossegue prisioneira do falatório intencional e calculado - para tanto - do Presidente nacionalista, religioso, disciplinado e incorruptível...


É, ainda, importante realçarmos a grande conquista do Presidente falastrão, mas honrado e probo – a quebra do perverso e deletério sistema de apropriação privada ilegítima dos recursos públicos, que a esquerda corrupta e rapace instituiu no Brasil e que o desestruturou. A recuperação, que só começa, será demorada e dura, mas virá. Estou certo. Sem embargo da obstrução causada por um Supremo Tribunal Federal, presidido por um ex-advogado do PT, que exorbita suas funções e quer governar o Brasil; sem embargo de um legislativo presidido por medíocres e ressentidos escravos de uma mídia mendicante insatisfeita.


***



26 views

© Todos os Direitos Reservados - heitordepaola.online