Chineses ricos vendendo seus itens de luxo por dinheiro rápido em meio à crise econômica

- THE EPOCH TIMES - Ellen Wan - TRADUÇÃO CÉSAR TONHEIRO - 9 AGO, 2022 -

Uma mulher observa relógios de luxo exibidos em uma loja em Hong Kong em 14 de abril de 2006. (PHILIPPE LOPEZ/AFP via Getty Images)

Em Breve: "O EIXO DO MAL LATINO AMERICANO E A NOVA ORDEM MUNDIAL" em livro IMPRESSO.

Uma versão completa e atualizada!


O setor de luxo da China está em declínio, com um número crescente de pessoas ricas vendendo suas bolsas ou relógios de grife por dinheiro extra.



O observador da China Xia Yifan disse ao Epoch Times em 5 de agosto que os consumidores chineses, incluindo os ricos, estão relutantes em comprar itens de luxo porque não têm dinheiro suficiente e até precisam vender seus produtos de luxo para manter seus padrões de vida.


No geral, a depressão econômica e o impacto de repetidas medidas “COVID-zero” desaceleraram o crescimento em muitas cidades da China, disse ele.


Desaceleração econômica


“Pequenas e médias empresas estão fechando uma atrás da outra, enquanto os governos locais são indiferentes a isso”, disse Xia. Ele acrescentou que, para os funcionários do Partido Comunista, cumprir as ordens políticas de Pequim pode ser mais importante do que focar nos meios de subsistência das pessoas e na economia, sem mencionar sua incapacidade de resolver o problema.


Devido à falta de segurança financeira, muitos chineses estão pessimistas e estão procurando uma saída, com alguns planejando emigrar para países estrangeiros e outros se desfazendo de seus ativos para ter mais dinheiro disponível, disse Xia.

Um influente avaliador de luxo de sobrenome Tian disse à mídia chinesa Shanghai Hotline em 2 de agosto que muitos clientes o contataram recentemente para vender suas bolsas de luxo, que compraram dele, com desconto.


De acordo com Tian, a bolsa de luxo Hermes Himalaya, que já foi especulada por um preço exorbitante de quase 1,5 milhão de yuans (cerca de US$ 220.000) nos últimos dois anos, encolheu pelo menos 10% em valor. A marca de relógios de luxo Patek Philippe também viu os preços caírem no mercado secundário.


Uma cliente do sexo feminino em Hangzhou, um importante centro de comércio eletrônico na China, vendeu para Tian mais de 10 bolsas Hermes por dinheiro rápido. Algumas dessas bolsas foram compradas de Tian no ano passado.


Ela precisava desesperadamente do dinheiro para sustentar a empresa de seu marido em dificuldades, e “o fluxo de caixa estava muito apertado”, disse ela a Tian.


Tian disse que a maioria das bolsas que ele recuperou não eram de varejistas, mas de lojas fechadas de seus amigos.


“Desde o primeiro semestre do ano, muitas lojas de artigos de luxo de segunda mão têm menos clientes, e os produtos vendidos online estão atrasados no correio. Os bens acumulados permanecem acumulados e a cadeia de capital está quebrada”, disse ele.

Mulheres chinesas observam as bolsas que compraram em uma loja da Louis Vuitton em Xangai, China, em 10 de março de 2006. (China Photos/Getty Images)

Li Yi da indústria de luxo também recuperou muitos itens de luxo este ano. No início de abril, ela recebeu quase 30 mensagens de clientes querendo vender suas bolsas de grife, de acordo com a Shanghai Hotline.


A loja de Li fica em um prédio de escritórios perto de Xiangcheng, um distrito financeiro da cidade de Hangzhou.


“Certa vez, um homem trouxe 3 milhões de yuans (cerca de US$ 440.000) em bens de luxo, incluindo relógios, bolsas e algumas joias”, disse ela.


As marcas de luxo serão difíceis de vender este ano, disse Li. “As pessoas não têm dinheiro para gastar por causa do impacto das medidas pandêmicas em andamento.”


As políticas de bloqueio da COVID da China resultaram em interrupções na cadeia de suprimentos, afetando as vendas de artigos de luxo e as linhas de comércio exterior.


“Este é apenas o começo, e vai piorar no futuro”, disse Xia, apontando para o estado atual da economia do país e dos meios de subsistência das pessoas.

Ellen Wan trabalha para a edição japonesa do Epoch Times desde 2007.


PUBLICAÇÃO ORIGINAL >

https://www.theepochtimes.com/wealthy-chinese-selling-their-luxury-items-for-quick-cash-amid-economic-downturn_4650483.html










14 views0 comments