top of page

Autoritarismo digital — IA rastreia 'lealdade' dos membros do PCC

- THE EPOCH TIMES - Ben Liang - TRADUÇÃO CÉSAR TONHEIRO - 14 JUL, 2022 -

Captura de tela de uma tecnologia de IA desenvolvida pelo Instituto de Inteligência Artificial do Hefei Comprehensive National Science Center. Seus pesquisadores afirmam que a tecnologia pode avaliar a lealdade das autoridades chinesas ao Partido Comunista. (WeChat/Captura de tela via China Digital Times)

Pesquisadores chineses desenvolvem nova tecnologia de IA para rastrear 'lealdade' de membros do Partido Comunista


Milhões de funcionários chineses foram investigados nos últimos 10 anos em meio à campanha anticorrupção de Pequim


Pesquisadores chineses desenvolveram recentemente uma tecnologia de inteligência artificial que pode avaliar a lealdade das autoridades chinesas ao Partido Comunista. A tecnologia pode ser uma ferramenta para a campanha anticorrupção de Pequim monitorar mais e expurgar membros “corruptos” do Partido, indicando o crescente medo do regime de perder sua legitimidade e poder.



Mais de 4,7 milhões de funcionários em todos os níveis foram investigados, submetidos a várias formas de punição disciplinar ou processados nos últimos 10 anos, de acordo com dados divulgados pelo principal órgão de fiscalização da China, a Comissão Central de Inspeção Disciplinar (CCDI), em 20 de junho.


A campanha anticorrupção de Pequim foi rubricada em novembro de 2012, quando o líder do Partido Comunista Chinês (PCC), Xi Jinping, chegou ao poder pela primeira vez.


“A corrupção política é a maior corrupção. Alguns elementos corruptos formaram grupos de interesse na esperança de 'roubar o poder do partido e do estado', segundo a mídia estatal Xinhua.


Autoritarismo digital — Tecnologia de IA patrocinada pelo Estado


O Instituto de Inteligência Artificial do Centro Nacional de Ciência Abrangente de Hefei, na Província de Anhui, leste da China, publicou um post, alegando que desenvolveu tecnologia que poderia apoiar diretamente o PCC. Uma “conexão maravilhosa entre a IA e a construção do PCC”, divulgou em sua conta oficial do WeChat em 1º de julho, data do 101º aniversário da fundação do PCC.


A postagem incluía um vídeo mostrando um homem entrando em uma sala de equipamentos chamada “Smart Political Thinking Bar” e depois sentado na frente de um computador com tela sensível ao toque para fazer um teste. Depois de completar o teste, a pontuação do teste e o gráfico de análise apareceram na tela.

O teste, oferecido aos membros do Partido Comunista, abrange o conteúdo ensinado nas escolas do Partido, incluindo doutrinação política como o pensamento de Xi Jinping, comunismo, socialismo, história do PCC e políticas e regulamentos atuais.


O vídeo apresentou um dispositivo que poderia usar a tecnologia de IA para extrair as características biométricas dos membros do PCC, incluindo expressões faciais, eletroencefalografia e características dermatológicas, entre outras.


Após integrar e analisar os dados pessoais, avalia-se como uma pessoa foi capaz de compreender o conteúdo que estudou, como aferir o nível de concentração, reconhecimento e domínio dos diversos assuntos.


O dispositivo pode “integrar com sucesso a tecnologia de IA na vida organizacional dos membros do PCC”, disseram os pesquisadores no curta-metragem. A “vida organizacional” refere-se a comportamentos que o PCCh impõe a seus membros, como provar sua lealdade ao Partido.


A equipe de pesquisa disse que projetou o dispositivo de IA para “construir o PCC antes do 20º Congresso do Partido Comunista”. Espera-se que a reunião política mais importante do Partido seja realizada no final deste ano, o que determinará se Xi pode garantir um terceiro mandato.


No momento da redação deste artigo, a postagem do WeChat foi removida.


No entanto, foi amplamente compartilhado nas mídias sociais antes de ser removido, provocando críticas públicas ao uso da IA para monitorar a doutrinação ideológica, com alguns denunciando-a como “lavagem cerebral tecnológica” e “autoritarismo digital”.


A mídia norte-americana China Digital Times obteve parte do conteúdo e vídeo do post e publicou um relatório no início deste mês.


De acordo com informações públicas, a Academia Chinesa de Ciências (sigla em inglês CAS) e o governo da província de Anhui estabeleceram o instituto de tecnologia Hefei. O instituto é administrado pela Universidade de Ciência e Tecnologia da China.

Pessoas passam pela Academia Chinesa de Ciências Médicas Chinesas em Pequim, China, em 6 de outubro de 2015. (STR/AFP via Getty Images)

Milhões de oficiais do PCC investigados


Falando em uma coletiva de imprensa realizada pelo departamento de propaganda do PCC em 30 de junho, Wang Jianxin, diretor do departamento de publicidade da CCDI, disse que em 10 anos, desde o 18º Congresso do Partido até o final de abril deste ano, cerca de 4,3 milhões de investigações de corrupção foram realizados e mais de 4,7 milhões de funcionários foram punidos.


Esses membros do PCC foram indiciados por diversas acusações, como corrupção, ligações com grupos criminosos, abuso de poder e estilo de vida imoral.

Um relatório oficial sobre a crise de imagem do PCC, divulgado em 2012 por Tang Jun, diretor do Centro de Pesquisa em Gerenciamento de Crises da Universidade Renmin da China, disse que até 95% dos funcionários corruptos investigados tinham uma amante, e mais de 60% dos quadros corruptos tinham uma “segunda esposa”.


Zhang Lei, professor de direito da Universidade Normal de Pequim, disse à Xinhua em 30 de junho que existem quatro grandes problemas entre os quadros do PCC: formalismo, burocracia, hedonismo e extravagância.


Gao Wenqian, um estudioso da história do PCC, disse ao site de notícias VOA em 28 de outubro de 2016, que a abordagem institucional do PCC só pode tratar os sintomas da corrupção, mas não a causa raiz, citando que o monopólio de poder de um partido é a raiz da causa da corrupção oficial do PCC.


“Se você [o PCC] não combate a corrupção do sistema, é como lutar contra moscas ao redor de um poço de esterco. Você nunca chegará ao fim; quanto mais você luta, mais você fica preso. O resultado seria 'as moscas são tão grandes quanto os tigres e os tigres são tantos quanto as moscas'”, disse Gao.


[Na China, muitas "moscas", jargão político para funcionários corruptos de baixo escalão, cresceram mais do que os tigres, alimentando-se de fundos ilícitos]

A chamada campanha anticorrupção do PCC “é o equivalente a um restaurante que anuncia com orgulho que no ano passado conseguiu encontrar 100.000 moscas em seus pratos, 10.000 ratos em sua sopa e 50.000 minhocas em seu arroz”, escreveu um internauta na seção de comentários da edição em chinês do Epoch Times.


“Eu me pergunto se os clientes ainda acham que este restaurante é limpo. A corrupção é um calcanhar de Aquiles que o regime autocrático não pode resolver sozinho – ou seja, os mesmos grupos de interesses não podem se governar por dentro.”


IA: uma ferramenta para monitorar os membros do PCC


A tecnologia de vigilância de IA e a campanha anticorrupção indicam que o PCC, temendo sua queda, imporá controles mais rígidos sobre seus membros, especialmente funcionários de alto nível.


A mídia oficial Qiushi Magazine publicou recentemente um discurso que Xi fez em um seminário para funcionários de nível provincial e ministerial em 11 de janeiro. Xi enfatizou que o Partido deveria se esforçar para resolver a “impureza” de pensamentos ideológicos, estilos de vida e organizações dentro do Partido — qualquer coisa que pudesse minar a autoridade do PCC.


No ano passado, Xi alertou os membros do PCC sobre as consequências de sair da linha. Em um discurso, ele apontou que alguns funcionários se transformaram em “porta-vozes de vários grupos de interesses, unidades de poder e classes privilegiadas”. Xi enfatizou que não importa quem tenha o problema, eles devem ser “investigados e punidos de forma decisiva e sem piedade”.


Além disso, em uma reunião do Politburo do PCC em 17 de junho, Xi disse que o combate à corrupção é uma grande campanha política que “não pode se dar ao luxo de fracassar”.


PUBLICAÇÃO ORIGINAL >



22 views0 comments

Related Posts

See All
bottom of page