Associação médica recomenda proibição de remédios sem comprovação de eficácia contra Covid

- MONEY TIMES - 23 Mar, 2021 -


Em sua nota, a AMB alertou ainda que os pacientes com suspeita ou Covid-19 confirmada não devem se automedicar (Imagem: REUTERS/Adriano Machado)

A Associação Médica Brasileira (AMB), entidade que reúne mais de 80 sociedades de especialidades e órgãos federados do país, se manifestou nesta terça-feira contra o uso de medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19, como hidroxicloroquina e ivermectina, no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus.


Em boletim de seu comitê de monitoramento da pandemia, a AMB afirmou que a utilização dos medicamentos hidroxicloroquina/cloroquina, ivermectina, nitazoxanida, azitromicina e colchicina deve ser banida do combate à pandemia, destacando que esses remédios não possuem eficácia científica comprovada no tratamento ou prevenção da Covid-19.


Alguns desses medicamentos, que fazem parte do que ficou conhecido como “kit Covid”, têm sido indicados pelo presidente Jair Bolsonaro desde o início da pandemia, no que é chamado de tratamento precoce da doença causada pelo

coronavírus.


Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo nesta terça-feira afirmou que pacientes têm ido para a fila de transplante de fígado após o uso do “kit Covid”, dos quais pelo menos três morreram.


Em sua nota, a AMB alertou ainda que os pacientes com suspeita ou Covid-19 confirmada não devem se automedicar, indicando que fármacos em especial corticoides, como dexametasona e predinisona utilizados fora do período correto podem piorar a evolução da doença.



LEIA MAIS:

https://www.moneytimes.com.br/associacao-medica-recomenda-proibicao-de-remedios-sem-comprovacao-de-eficacia-contra-covid/


33 views0 comments

Related Posts

See All

© Todos os Direitos Reservados - heitordepaola.online