top of page

As Azuis Contra-Atacam, Criam um Impasse e Ainda Podem Virar O Jogo

- HEITOR DE PAOLA - 7 DE NOVEMBRO DE 2009 -

No último artigo dei a partida ganha para o Foro de São Paulo, mas subestimei a capacidade das azuis de contra-atacar. O Xeque-Mate parecia iminente, mas o Governo Constitucional conseguiu o mais difícil: conformar no prazo acordado um governo de coalizão sem Zelaya e, mais importante, conseguir a declaração do Senador americano John de Mint de que ‘o governo Obama finalmente retificou sua política equivocada com relação a Honduras’. De Mint é altamente qualificado na oposição Republicana para falar sem informações de primeira. É de se notar que a Hilária Clinton praticamente saiu de cena e De Mint fala com mais propriedade do que Shannon, o Representante Oficial de seu país.

<a href="https://www.freepik.com/free-photo/golden-pawn-chess-move-out-from-line-different-thinking-leading-change-disruption-unique-concept-by-3d-render_24458825.htm#query=CHESS&position=7&from_view=search&track=sph">Image by DilokaStudio</a> on Freepik


AS AZUIS CONTRA ATACAM
.docx
Download DOCX • 15KB

Alguns fatores ocorreram para justificar uma ‘retificação’, se não uma virada completa: às duas derrotas e um empate eleitoral – a reeleição de Blomberg um Prefeito independente - nos EUA, o despencar de sua popularidade e a óbvia dupla derrota no Afeganistão – militar e política com Hamid Karzai fraudando as eleições – somaram-se mais recentemente a derrota do casamento gay no ultra-liberal Maine, deixaram o Obaminável numa posição difícil, impensável há meses atrás.


"O EIXO DO MAL LATINO AMERICANO E A NOVA ORDEM MUNDIAL"

A rejeição ao casamento gay foi em grande parte obra do Bispo Católico Richard J. Malone que distribuiu DVD, anúncios nos Boletins Paroquiais, coleta para angariar fundos para a campanha contra o desvirtuamento do conceito de casamento e uma contundente carta que deveria servir de exemplo à CNB do B. A reação Cristã vem bem a tempo, no mesmo dia em que um Oficial muçulmano do Exército Americano provocou um morticínio da Base de Fort Hood, Texas e da divulgação de um vídeo com uma seleção de declarações do Obaminável sobre o Islã (ver abaixo, nesta página).


Voltando a Honduras. As azuis ainda podem virar o jogo, mas têm que deixar de jogar limpo com jogadores de golpes sujos como são os comunistas (se alguém disser ‘bolivariano’ eu esgano!). Um dos lances mais inocentes está no item 5 do Acordo de Conciliação Nacional: aceitar um acordo que estipula ‘que o Congresso (...) resolva a respeito a “retroagir a titularidade do Poder Executivo ao seu estado prévio ao 28 de junho até a conclusão do atual período governamental, em 27 de janeiro de 2010’. Será que não se deram conta que Zelaya, Insulza, Lula, Chávez, MAG et caterva não iriam interpretar como a volta de Zelaya, que era o Presidente no ‘estado prévio ao 28 de junho’?


Quem faz acordo com revolucionários deve ter sempre em mente a admoestação de Churchill a Chamberlain no seu retorno dos acordos de Munich com ‘Herr Hitler’: ‘podias escolher entre a humilhação e a guerra, escolhestes a humilhação, e terás a guerra’. Zelaya já pôs as SA nas ruas, embora sem muito sucesso pois suas turbas não estão bem organizadas.


 
HEITOR DE PAOLA - 7/11/2009
99 views0 comments

Related Posts

See All

תגובות


bottom of page