A maior fraude já perpetrada contra um público desavisado

- ISTITUTO HOTHBARD - 14 Dez, 2020 -

Dr. Joseph Mercola -


De acordo com o Dr. Roger Hodkinson, um dos principais patologistas do Canadá e especialista em virologia, a pandemia COVID-19 é a “maior fraude já perpetrada contra um público desavisado”. Hodkinson fez essas declarações contundentes durante uma conferência on-line para um Comitê de Serviços Públicos e Comunitários de Alberta.



Hodkinson é o CEO da Western Medical Assessments, uma empresa de biotecnologia que fabrica testes de PCR COVID-19, então “eu talvez entenda um pouco sobre tudo isso”, disse ele, acrescentando que toda a situação representa “a política brincando de medicina”, que é “uma brincadeira muito perigosa.”


Ele enfatizou que os testes de PCR simplesmente não podem diagnosticar a infecção e, portanto, os testes em massa devem cessar imediatamente. Ele também destacou que o distanciamento social é inútil, pois o vírus “se espalha por meio de aerossóis que percorrem cerca de 30 metros”. Quanto às máscaras, Hodkinson afirmou que:


“As máscaras são totalmente inúteis. Não há nenhuma base de evidência para sua eficácia. Máscaras de papel e máscaras de tecido são simplesmente símbolos para fazer as pessoas se sentirem virtuosas. Elas nem são usadas ​​de forma eficaz na maioria das vezes.


É totalmente ridículo. Vendo essas pessoas infelizes e ignorantes – não estou dizendo isso em um sentido pejorativo – vendo essas pessoas andando por aí como cordeirinhos obedientes, sem nenhuma base de conhecimento, colocando máscara em seus rostos … Nada poderia ser feito para impedir a propagação do vírus além de proteger as pessoas mais velhas e vulneráveis.”


Ex-diretor de ciência da Pfizer afirma que COVID-19 é uma farsa


Hodkinson não está nem um pouco sozinho em suas afirmações. Por exemplo, Michael Yeadon, Ph.D., ex-vice-presidente e principal conselheiro científico da empresa farmacêutica Pfizer e fundador e CEO da empresa de biotecnologia Ziarco, falou sobre como testes de PCR fraudulentos estão sendo usados ​​para fabricar a aparência de uma pandemia que realmente não existe.


Como expliquei em “A ‘epidemia de casos’ assintomáticos é uma perpetuação do medo desnecessária“, usando o teste de PCR, que não pode diagnosticar a infecção ativa, uma falsa narrativa foi criada.


Atualmente, o aumento de “casos”, que na verdade são apenas testes positivos, estão sendo usados ​​mais uma vez como a justificativa para impor restrições mais severas, incluindo quarentenas e uso obrigatório de máscara, quando na verdade os testes positivos não têm nada a ver com a propagação real da doença, e nada a ver com o risco de morte.


Como vários outros cientistas, médicos e pesquisadores, Yeadon apontou que não há excesso de mortes devido ao COVID-19 (aqui, aqui e aqui). De acordo com Yeadon, que analisou as estatísticas, cerca de 1.700 pessoas morrem a cada dia no Reino Unido em qualquer ano. Muitas dessas mortes são agora falsamente atribuídas ao COVID-19.


“Estou chamando as estatísticas e até mesmo a alegação de que há uma pandemia em andamento como falsas”, disse ele em uma entrevista recente à jornalista britânica Anna Brees (veja o vídeo). Ele desafia qualquer um que não acredite nele a pesquisar qualquer banco de dados sobre mortalidade total. Se você fizer isso, verá que a contagem diária de mortes é “absolutamente normal”, disse Yeadon.


Como Hodkinson, Yeadon está preocupado com o fato de que as leis da imunologia estão sendo completamente ignoradas – aparentemente para se adequar a alguma agenda oculta.

Embora Yeadon não tente adivinhar o que pode estar por trás da criação dessas narrativas falsas, ou por que a verdade científica está sendo censurada, outros associaram evidências que apontam para a pandemia sendo usada como uma desculpa para a redistribuição da riqueza e a tomada tecnocrática do mundo inteiro sob a bandeira de um “Grande Reinício”.


Isto está sendo usado para introduzir mudanças sociais e econômicas que simplesmente nunca poderiam ser introduzidas sem algum tipo de calamidade, seja uma guerra ou uma ameaça biológica, porque envolvem uma limitação radical das liberdades pessoais, incluindo liberdade médica e financeira, e a eliminação de privacidade e propriedade privada.


Resumindo, ninguém em sã consciência concordaria com as mudanças que estão por vir, e é por isso que o medo está sendo usado como uma ferramenta para coagir a obediência.


LEIA MAIS:

https://rothbardbrasil.com/a-maior-fraude-ja-perpetrada-contra-um-publico-desavisado/


324 views0 comments

© Todos os Direitos Reservados - heitordepaola.online

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube