A guerra disfuncional de Putin

- THE WASHINGTON TIMES - Bill Gertz - TRADUÇÃO CÉSAR TONHEIRO -27 ABR, 2022 -

O presidente russo, Vladimir Putin, gesticula enquanto fala em uma reunião do Conselho de Legisladores da Assembleia Federal Russa no Palácio Tauride, em São Petersburgo, Rússia, quarta-feira, 27 de abril de 2022. (Alexander Demyanchuk, Sputnik, Kremlin Pool Photo via AP)

O presidente russo, Vladimir Putin, calculou mal ao lançar a invasão da Ucrânia e acreditou falsamente que seu exército poderia invadir rapidamente o país, de acordo com uma análise da guerra publicada pela Escola de Guerra do Exército.



De acordo com a reportagem do jornal, a mídia estatal russa RIA Novosti acidentalmente vazou os objetivos de guerra de Putin para a Ucrânia dias após o início da invasão.


O plano previa tomar a capital de Kiev em dois dias e criar uma nova ordem mundial liderada pela Rússia e China.


Em vez disso, a operação militar está falhando em muitas frentes.


“Embora a disfuncionalidade operacional da Rússia tenha impedido o sucesso militar, os erros de cálculo políticos cometidos pelo Kremlin foram ainda mais significativos”, conclui o analista militar e autor do artigo Rob Johnson, escrevendo no jornal da faculdade Parameters publicado esta semana. “Se as forças armadas russas podem corrigir seus erros, a guerra continua sendo um exemplo de loucura suprema conduzida com brutalidade vergonhosa.”


O líder russo também ordenou a invasão com base em sua visão de que movimentos democráticos estavam preparando ações secretas impulsionadas por atividades americanas e ocidentais e guerra de informação.


PUBLICAÇÃO ORIGINAL >

https://www.washingtontimes.com/news/2022/apr/27/army-reports-putins-dysfunctional-war/

8 views0 comments