A BEIRA DO ABISMO !!!!!

11/11/2019


- General MARCO FELICIO -




Ontem, durante a transmissão, pela TV, da possibilidade, pelo STF, de reverter a condenação em segunda instância, recebi chamadas telefônicas de amigos e de familiares, perguntando-me, como se fosse oráculo, talvez pela idade e por ser mineiro desconfiado, se os “ bandidos” ,  comandados por Gilmar Mendes (aliás, assim classificado, em diversos artigos e largamente nos meios virtuais)  iriam possibilitar a soltura do criminoso Lula e de seus comparsas, líderes políticos e empresários corruptos,  depois do trabalho heróico, glorioso, hercúleo e longo da Lava Jato. 


Políticos e empresários, os quais, segundo o “Decano”, sob a liderança do ex-presidente da República, o apedeuta Lula, constituíram quadrilha organizada, que se apoderou do governo e o faliu,  Roubaram e destruiram o que puderam, gerando  grave crise. 


A enfatizar, não são apenas ladrões , mas assassinos, pois, contribuíram para a morte de muitos carentes, velhos e crianças. Criminosos de Lesa Patria. São responsáveis por corrupção sistêmica, entranhada nos três poderes e espraiada para vários outros países. Tudo muito bem investigado, provado e comprovado!!!


Respondi que, pelo posicionamento de um determinado grupo do STF, entre eles os nomeados ministros pelo PT, como Lewandowski e o inepto Toffoli e, ainda, e principalmente,  Gilmar Mendes, representante do famigerado  FHC e inimigo número um da Lava Jato, todos defensores da soltura do  Lula, esperava o pior: a queda da prisão em segunda instância. A agravar que, acintosamente, formam um grupo de contumazes afrontadores da opinião pública e portam-se como deuses intocáveis, donos da verdade.


 Acreditava, pois, na mudança, embora recente ( 2016), gerando inaceitável insegurança jurídica, da atual jurisprudência que permite a prisão, após a condenação em segunda instância,  isto é, após “ transitada em julgado”.


Durante o julgamento, o “transitado em julgado”, que neutraliza a maior parte do que levantam contra tal prisão,  foi desconhecido bem como o seu significado.

 Significa a prisão, após a decisão do juiz, desembargador ou ministro, depen

dendo do grau de jurisdição. A condenação  é definitiva, não podendo mais ser modificada. Os possiveis  recursos  tratam apenas de ações jurídicas continuativas, não havendo prejuízos outros para o condenado. 


E acaba com a corrupção das postergações, que levam às prescrições, para os que podem pagar advogados e respectivas bancas milionárias como aquelas em que trabalham parentes de alguns dos ministros do STF. Aliás, seria de bom alvitre que se soubesse a origem do dinheiro pago a tais advogados e bancas.


 Gilmar Mendes, que havia votado favoravelmente à prisão em segunda instância,, em 2016, justificou a mudança do seu voto, desmoralizando o Poder Judiciário, detratando juízes de primeira e segunda  instâncias, dizendo-os incapazes e os tribunais desorganizados, desacreditados pelo ineficiente e inconfiável trabalho que realizam bem como, também, denegriu o trabalho das procuradorias e dos procuradores e, ainda, os trabalhos de investigação realizados pela polícia . Não deixou de criticar a Lava Jato, enquadrando-a nas críticas acima.


 Perguntaram-me, também, se na votação final, o Presidente do STF, Dias Toffoli,  daria um voto de minerva favorável a não prisão, com a conseqüente anulação das prisões já realizadas, o que poderia atingir cerca de 5000 condenados, já presos. 


Disse-lhes  que  há a ressaltar que Toffoli, ex advogado de Lula e do PT, é amigo e protegido do ex-presidente Lula e do bandido José Dirceu. Não se julgou, jamais, impedido em qualquer decisão que dissesse respeito a Lula. Foi nomeado para o STF por Lula, contrariando as condições requeridas para ministro do Tribunal. Como já intensamente publicado, foi lá colocado para defender os interesses do Lula e demais acusados e condenados petralhas. Isso foi, ontem, comprovado pela pobre justificativa que deu ao voto de Minerva, favorável a anulação da prisão e à consequente liberdade de  Lula e de seus asseclas.


Escudou-se em estatísticas, em números que podem ser manipulados a critério de quem os utiliza. 


Como se desculpasse do voto e resultado do julgamento, perante a opinião pública, afirmou que ali, naquela momento, como Juiz, votava interpretanto a lei fria da Constituição. Porém, já havia enviado ao Congresso, não como Presidente do STF, documento em que sugere, àquele Poder, tratar do assunto, levando em conta o sentimento popular, o que seria próprio para aquela "Casa". 


Talvez estivesse Toffoli seguro de que tal resultado, embora fosse o melhor para aquele a quem devesse obediência, não fosse o adequado à Nação.


Em seguida, me perguntaram com aflição : o que faria agora o Presidente Bolsonaro, combatente número um da corrupção, diante da inesperada decisão de um inconseqüente STF e das conseqüências negativas, incluso violentas, que poderiam advir? 

 

Respondi que Bolsonaro, embora tenha o sério objetivo de mudar o País, tenta o fazer, enfrentando oposição dura e generalizada, nunca vista neste País.


  Além do escasso tempo e do aparelhamento petista, está refém de uma Constituição, que não privilegia o Poder do Presidente, e, também, dos presidentes da Câmara e do Senado. Vem perdendo apoio popular em função de problemas que poderiam ser evitados, externos e internos, incluso os dos seus filhos.


Já sabedores da ação da defesa de Lula, para coloca-lo em liberdade, perguntaram-me, também, o que fariam os chefes militares, em defesa da Nação, para obstar possível retrocesso jurídico e a afronta à população com a liberdade do criminoso mor, acompanhada, possivelmente, de convulsão social. Esta já prometida, publicamente, por lideranças atuais do PT, apoiadas pelo Grupo de Puebla, o novo Foro de São Paulo,  e que já agride o Chile, o Perú, o Equador , Argentina, Bolivia, Venezuela e Colombia, podendo, ainda, se propagar para outros países latino americanos, como já anunciam as recompostas forcas de guerrilha( FARCS) colombianas. 


RESPONDI: ESTAMOS DE LUTO FECHADO. OS CANALHAS VOLTAM A DOMINAR O PAÍS E A NAÇÃO ESTÁ SUBJUGADA A TAIS CANALHAS. O CANALHA MOR ESTA SOLTO !!!


Disse-lhes, ainda: Saiam às ruas,  aos milhões, e arrastem as FFAA!!!!. Jamais faltaram à Nação nas horas difíceis! ESPERO  QUE NAO FALTEM AGORA QUANDO À BEIRA DO ABISMO!!!


0 views

© Todos os Direitos Reservados - heitordepaola.online